Por favor, já que você está aqui, alimente o peixe no fim da página...Obrigada!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Love dares you to change - 2011-2012

Me lembro muito bem do dia 31\12\2010.
Cada lágrima que escorria do meu rosto já me dizia o que estava por vir...

LOVE DARES YOU TO CHANGE - 2011


Esse foi um ano em que cada vez que eu olhava para minhas mãos eu me perguntava: "o que está acontecendo?"
O reflexo do espelho não era o meu.
Eu tive tanto medo dessa nova imagem, de ter que aceitar esse novo estar...
Aliás, eu tive medo, raiva, solidão, tristeza, quedas de energia e uma angústia tão grande que reduziu meu raciocínio a nada.

Eu me perdi.

A cada tentativa de ser algo eu desconstruía o resto que eu ainda tinha.
Eu experimentei o gosto do caos. (Who would have know how bitter sweet this would taste?)

Eu pedi desculpas, eu pedi ajuda...Descobri que o orgulho realmente não faz parte do meu vasto rol de defeitos.

Me entreguei ao mar, aos ventos, a terra...andei descalça, pisei na grama...

Pedi a Deus que me desse a capacidade de sentir a Sua presença porque a solidão da minha ausência era forte demais para tão pouca energia.
Quando percebi que não havia mais lugar no mundo onde eu quisesse estar, eu me rendi...

Foi aí que percebi que a tristeza da perda era infinitamente menor que o desespero da minha angústia em tentar manter qualquer coisa que me fosse conhecida.
Perder libertou toda a minha energia que estava canalizada em sustentar algo insustentável.

Eu esgotei 2011.

E para minha surpresa, em uma manhã eu acordei, olhei para o céu azul através da janela e o primeiro pensamento que me veio a mente foi:  "passou"
A partir desse dia , milhares de coisas aconteceram em uma intensidade incrível. A velocidade era tão alta que eu nem precisava me guiar. Sem planejar, a cada dia o mundo se recriava a minha volta e eu nem precisei sair do lugar...

Quando voltei a me ver no espelho entendi que toda borboleta enfrenta a escuridão do casulo, nem que seja para viver 24 horas...afinal voar não tem preço!

...

Me lembro muito bem do dia em que todas as minhas células se acenderam e eu perdi totalmente o domínio do meu corpo quando fixei meu olhar nela, porque naquele momento eu já era dela.

LOVE DARES YOU TO CHANGE - 2012

O que eu sinto não tem nome.

É como se houvesse um espaço nosso, onde o tempo não obedece as mesmas regras dos relógios.
Talvez por isso 4 anos não foram suficientes para fazer o sentimento passar...

O único efeito que o tempo causou foi tornar meus desejos menos audaciosos, por fim eu só queria descansar o meu olhar sobre ela e no silêncio vivenciar tudo que nasce em mim através dela

A vida sempre me surpreende.
Começar um novo ano ao lado da pessoa que eu mais desejei na vida está além de tudo que eu já pude querer nos meus melhores sonhos.

Meço minha vida pela felicidade que sinto e hoje sei que tudo esta exatamente onde deveria estar....

!...!

4 comentários:

  1. Excelente post, gostei muito!!

    Você pode seguir o meu blog? http://saltosdecristal.blogspot.com/

    Eu sigo o seu de volta.

    Beijos,
    Saltos de Cristal

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse texto. Vou roubar pra mim.

    ResponderExcluir